Como foi a Moonfest

E nós fomos à Moonfest!

Chegamos por volta de 15h e o evento estava assim, ó, lotadão:

A primeira missão foi rodar os estandes e tratar de comprar o que ainda estávamos nos devendo da Retropunk e da Red Box. Não tiramos fotos dos estandes deles, uma pena. Mas o Guilherme, da Retropunk, estava lá com a simpatia de sempre e a fineza novíssima (o cara vai sumir se emagrecer mais! haha). No estande da Red Box, conhecemos a ilustre sra. Pop e Elisa! Pena demais que não conversamos mais!

[Na sexta à noite, nos desencontramos com a turma da Red Box, porque fomos em unidades diferentes do Sujinho rs. Paciência. Passamos horas bem divertidas em companhias gaúchas do Fabiano (o Tio Nitro fake) e seu amigo Gerônimo e respectiva.]

Depois, exploração aos estandes da Feira de RPG Independente (FRI).

Pessoal gente finíssima na FRI:

Daniel e Alan nos contando tudo sobre Lajedos & Lagartos, que deve sair em 2013:

Comida!:

Ó o pessoal da Unza e da Secular ali, ó:

As lindas promessas da Secular para 2013:

Encontramos também o Talude, Eduardo Caetano, Pop, Shingo, Rocha, Trevisan, e mais uma porção de gente que estou esquecendo, com certeza.

Tivemos a chance de conhecer também o Heder e o Anderson. O Heder é o cara que criou o grupo do Taulukko no Facebook (vai lá!) e o Anderson está sempre por lá dando ótimas sugestões para o site. Valeu aos dois! Faltou foto também!

Assistimos à palestra das editoras, cheia de novidades. Vale a pena ler o relato mais completo feito pelo Talude, lá no RPG News.

O evento foi bem divertido. Um dia só, num espaço modesto, mas um sucesso. Segundo relatos, foram cerca de 350 pessoas de público, o que é bem bacana para um evento despretensioso, feito de última hora para ocupar o dia deixado vago com o cancelamento da RPG Con. A organização foi rápida e eficiente. Agora é torcer para o evento ter mais e ainda melhores edições 🙂

Que fichas o Taulukko tem?

Este post é para apresentar uma das funcionalidades mais legais do Taulukko para o pessoal que está se preparando para narrar ou jogar no IV EVRPG, nos dias 7, 8 e 9 de dezembro!

O Taulukko é uma ferramenta genérica para jogar RPG, o que significa que ele se adapta a praticamente qualquer conjunto de regras.

Por isso, o sistema de fichas de personagens tem um editor, para que todo usuário possa criar um modelo de ficha de personagem adequado para o jogo escolhido.

O editor se molda ao conhecimento do usuário. Não é preciso conhecimento técnico para fazer uma ficha simples e funcional. Já quem conhece CSS e scripts consegue fazer modelos com visual mais ousado e até cálculos automatizados.

Quando o narrador adiciona o modelo à campanha, cada jogador pode preencher sua ficha com os dados de seu personagem. Tudo é salvo automaticamente e as alterações podem ser vistas em tempo real pelo narrador.

No site, é possível buscar um modelo de ficha pelo nome do sistema de regras. Mas a gente reuniu aqui alguns exemplos de fichas já criadas para você conhecer, jogar, e, quem sabe, se inspirar para criar outros 😉

Old Dragon

Em versão Fast Play (completa) e Pocket, esses modelos, simples e eficientes, foram criados pela equipe Taulukko com base na ficha oficial do sistema da Red Box. O jogador pode até mesmo incluir um desenho ou foto para ilustrar o personagem.

D&D 3.5

O modelo para D&D 3.5 é um dos mais usados no Taulukko e foi criado pelo Beholder Cego. A ficha tem vários campos que fazem os cálculos automaticamente, o que é uma mão na roda em se tratando de 3.5! Há várias cópias por todo o site – é que qualquer usuário pode criar uma cópia de um modelo já criado e fazer as suas adaptações e melhorias.

D&D 4E

A ficha completa de 4E foi criada pela equipe Taulukko, em inglês. O modelo emula perfeitamente (tudo com recursos de CSS) o design criado pelo Shado, que fez uma ficha completa, bastante recomendada pelos jogadores de 4E. A equipe também criou uma versão Essentials, em português e em inglês, iguaizinhas às oficiais.

 3D&T Alpha

Outro sucesso do Taulukko, a ficha de 3D&T Alpha foi feita pela equipe, com apoio da Jambô, e é a mais usada. Vários cálculos também são automatizados.

Mighty Blade

O modelo de ficha de Mighty Blade, o RPG da editora Coisinha Verde, foi criado por usuários e também tem algumas versões.

Genérica

Quer jogar outro sistema, que não tem ficha própria ainda no Taulukko? Ou seu sistema é tão simples que o jogador só precisa manter algumas anotações sobre seu personagem? O usuário otakun3000 criou uma ficha genérica para esses casos. Mais simples, impossível. 🙂

Fate

O usuário marcussi foi quem criou o modelo para Fate que tem disponível no Taulukko. Olha só:

3:16

O sistema 3:16 da Retropunk também tem ficha, feita pelo usuário marcossilva.

Shotgun Diaries

A super prática ficha de Shotgun Diaries foi criada por diegoexodus.

Tagmar

Tem ficha para Tagmar 2 também, feita por lukffr.

E mais

Tem muito mais por lá. Em breve, a gente vai lançar também a ficha para Rastro de Cthulhu, da Retropunk. Aguarde, que está ficando profissa 🙂

O Reino de Bundhamidão em pré-venda!

Segue texto oficial de divulgação 🙂

 

O Reino de Bundhamidão chegou!!! Ou quase…

Saudações, pessoas. A RPGCON 2012 foi cancelada, infelizmente, e com isso nós decidimos adiar o lançamento de O Reino de Bundhamidão (BDM para encurtar)… Mas a espera não durou muito tempo porque hoje começamos a sua pré-venda!
Mas afinal, o que é O Reino de Bundhamidão?
Pense em um cenário clássico de fantasia, recheado de cavaleiros garbosos de armaduras brilhantes e com um forte senso de justiça, prontos para defender a vila de ataques de monstros malignos, sem pedir nada em troca… Bem, isso é exatamente o que você não irá encontrar em O Reino de Bundhamidão.
“Ele me lembra bastante um jogo satírico de cartas conhecido, o Munchkin…”
(blog Pontos de Experiência)
BDM incorpora os clichês clássicos do mundo nerd a um mundo totalmente deturpado pelo humor, satirizando tanto os elementos dos RPGs tradicionais quanto a própria sociedade em que vivemos (e a si mesmo, pra falar a verdade).
Dentre as bizarrices deste mundo de loucos, você irá encontrar as Fardas, versões militaristas e belicosas das tradicionais criaturas feéricas; os inteligentes e (pouco) sociáveis Troll-has; os Energúmenos, burros humanoides que representam a massa da população bundhamidense; e os meio-Energúmenos, criaturas meio humanas meio energúmenas que definitivamente não deveriam existir.

Além das raças estranhas e das já consagradas, agora adaptadas ao cenário, o livro traz uma infinidade de criaturas, lugares, organizações e personagens estranhos, que curiosamente lembram bastante certo país tropical muito familiar, mas qualquer semelhança é mera avacalhação.

 “O Reino de Bundhamidão é um jogo completo, com cenário e regras próprios, que se complementam muito bem. Há diversos aspectos nas regras do jogo que reforçam o humor do cenário e favorecem a criação de situações absurdas e engraçadas durante a sessão de jogo.”
(blog Pontos de Experiência)

O livro conta com regras exclusivas, o Sistema Perfil, que dá ênfase nos traços de personalidade dos personagens e em suas relações com outros indivíduos. As regras usam rolagens simples de dados de 6 faces, ideais para partidas rápidas e sem muito compromisso.

Mas não é apenas da comparação de atributos que vive o Perfil. Como foi idealizado especialmente para o cenário, o sistema conta com regras de evolução e involução dos personagens, possibilitando aos jogadores customizar (e emporcalhar) seus personagens como bem entenderem, tanto por meio dos pontos de Estupidez, quanto pela Macheza ou pelo uso de Absurdos, onde os jogadores assumem o lugar do mestre e distorcem completamente a história.

“Jogar Bundhamidão é abraçar o caos em toda sua glória, sofrer o pão que o Tirano amassou, e rir de toda essa palhaçada!”

(blog Zine Zuada).
E falando em Tirano, esta entidade de poder (nem tão) absoluto existe apenas para confrontar seus jogadores, tentando coloca-los em enrascadas nas quais o improviso e o bom humor valem muito mais do que armas mágicas e atributos altos.

O Reino de Bundhamidão é um livro ideal para grupos que buscam diversão, situações inusitadas e um pouco menos de sobriedade durante as mesas de jogo. Se você é do tipo de jogador que realmente encara RPG como uma brincadeira entre amigos, confira este livro por sua própria conta e risco… Muito risco!

Escrito por André Mousinho e Matheus Funfas, BDM é um livro com cerca de 260 páginas em formato A5 (preto e braço) com arte de André MousinhoJohn Bogéa e Bruno Junges e previsto para a entrega na a segunda quinzena de novembro.
André Mousinho (esquerda) e Matheus Funfas (direita)

Durante a pré-venda, que acontece até 15/11/2012, ao comprar seu exemplar de 40.00 por meros 37.50 Dinheiro$ (unidade monetária hexazimal de Bundhamidão), você receberá:

1x O Reino de Bundhamidão Livro de Regras (impresso + PDF * colorido)
1x Ficha de Personagem Matriz (impresso, por que o pdf você pode baixar de grátis…)
1x Livreto com ocupações avançadas (impresso) **
Frete grátis ***

* O comprador da pré-venda receberá um cupom de desconto de 100% para aquisição da versão em pdf do livro, versão esta que será liberada dia 30/10/2012.
** A previsão é de 3 ocupações avançadas, mas esse número pode aumentar de acordo com a quantidade de livros de regras vendidos durante a pré-venda.
*** O envio será feito por Registro Módico e sua entrega varia de 3 a 15 dias conforme a cidade do destinatário. Utilize o cupom de desconto BDMFREE durante o checkout (clique em meu carrinho).

Para comprar, basta clicar na imagem abaixo que você será redirecionado para a página da pré-venda:
RetroStore, o RPG aos alcance de um clique!

 E para comemorar o lançamento do jogo, a RetroPunk está planejando o Bundhamiday, o primeiro evento de RPG para celebrar o lançamento do primeiro livro-ainda-não-lançado! Ok… o que queremos é simples: vamos nos reunir dia 15 de novembro, cada um com seu grupo ou em microeventos espalhados pelo cercanias do Triarcado, e jogar uma partida de O Reino de Bundhamidão, comemorando a Proclamação da República do Brasil e, de quebra, lembrando a Revolta das Lavouras! Acesse o site da RetroPunk e saiba mais sobre o Bundhamiday.

Quer conhecer mais sobre O Reino de Bundhamidão? Então não perca tempo e leia as resenhas no blog Pontos de Experiência e no Zine Zuada, ou faça download do fastplay na RetroStore.

MoonFest!!

Aeee, saíram as informações sobre o evento que vai rolar no dia em que ia ter RPG Con!

Comprou passagem? Hotel reservado? Estará à toa por Sampa? Bora lá, então, participar da Moonfest?

Às informações oficiais:

Organizado pela Redbox Editora e Moonshadows Livraria, o evento que inicialmente apenas visava reunir os jogadores e fãs dos jogos da Redbox foi melhorado e ampliado. Se juntaram ao apoio as sempre presentes Secular Games, Retropunk e Pinnacolo, que viram na Moonfest uma boa oportunidade de nos reunir para celebrar o nosso hobby favorito.

Em sua primeira edição, a Moonfest pretende reunir jogadores de RPG e apresentar um espaço lúdico para jogos e atrações como venda de produtos, palestras e bate-papos informais com as editoras, sempre fomentando o jogo junto aos iniciantes e procurando auxiliar no desenvolvimento e na formação de novos jogos e autores.

Data: 13 de outubro de 2012 (sábado)
Local: Associação Cultural Mie Kenjin do Brasil na Av. Lins Vasconcelos 3352
Horário: 13h às 20h
Ingresso: R$ 15 (comprando o ingresso você ganha um vale compras de R$ 5 válido na Moonshadows)
Contato: 11 3266-3916 ou por email redbox@redboxeditora.com.br

REALIZAÇÃO
Redbox Editora e Moonshadows Livraria

APOIO
Secular Games
RetroPunk Game Design
Pinnacolo

UPDATE! Acesse o site para conferir a programação e fazer inscrições de mesas!

Uma proposta que você não pode recusar

Pronto para entrar no mundo da Máfia?

Você já deve ter lido por aí que o Don anda satisfeito para lá, feliz para cá… distribuindo promessas de favores e tudo mais. É tudo parte da campanha de divulgação do Cosa Nostra, o RPG do Estúdio V (do Nume). O playtest já está lá na Retropunk. É só baixar e, se estiver pronto, se aventurar por esse mundo para lá de arriscado…

O visual já é de fisgar fácil. A capa ficou linda e totalmente no clima. As ilustrações internas estão lindíssimas. Tem algumas aqui para vocês verem.

É isso. Quem participar do playteste, não esqueça de mandar as impressões e informações importantes para o autor!

Abaixo, o texto oficial de divulgação:

Estúdio brasileiro prepara Cosa Nostra, um jogo narrativista sobre a Máfia

Cosa Nostra é um jogo narrativo sobre a Máfia. Nele, os jogadores controlam uma organização criminosa e criam uma história memorável de ambição, violência e glamour na América dos anos 30.

Criado pelo Estúdio V, Cosa Nostra será lançado através de uma campanha de financiamento coletivo prevista para começar em janeiro de 2013. Até lá, o estúdio pretende trabalhar numa extensa campanha de playtest durante os próximos dois meses e o feedback da comunidade é essencial para o sucesso do projeto. Sendo assim, reunimos de forma simplificada nesta versão Beta:

  • Todas as regras necessárias para o jogo;
  • Breve resumo da história da máfia siciliana, desde sua origem em terras italianas à suas ramificações em solo norte americano;
  • Uma descrição da hierarquia e tradições da Cosa Nostra;
  • Dicas de narrativa para iniciantes.

Faça parte da Cosa Nostra e ajude a contar histórias sobre pessoas importantes que acabam, em algum momento de suas vidas, acordando com cabeças de cavalo em suas camas!

Participe do grupo do Taulukko no FB

Está procurando mesa? Procurando jogadores?

Quer trocar ideias sobre o Taulukko? Discutir sugestões, críticas?

O pessoal criou um grupo do Taulukko no Facebook para reunir os usuários do Taulukko. Entre lá e fique à vontade 🙂

A aventura do Caboclo Bernardo

Na RPG Con do ano passado, o Allefcapt, da Spell, tinha dito no encontro de blogs que estava tentando levar adiante um projeto de RPG com as equipes da Petrobrás, tentando unir seus conhecimentos e seus contatos para levar o RPG para outras searas.

Eis que agorinha ele divulga lá na lista de blogs a notícia de que o projeto saiu! Puxa, muito legal.

Ao texto dele e links para saber mais:

Chegou a hora! Com o Patrocínio da Petrobras, o apoio da Spell e o
desenvolvimento das consultoras Arte Final e Pinnacolo, ocorrerão nos dias 22 e 23 de setembro próximos os primeiros eventos de uma série que utilizará o RPG como instrumento lúdico para levar educação ambiental e cultura a centenas de crianças em alguns municípios do Espírito Santo. E para esta primeira aventura contaremos coma  ajuda de nossa galera mais que parceira do Rpg na Ilha. Conheça mais sobre o Projeto que reverencia um dos heróis nacionais de nosso país, o Caboclo Bernardo.

Conheçam mais: http://www.spell.net.br/portal/eventos/131-rpg/1683-a-aventura-do-caboclo-bernardo-2012.html

Assim como eu já havia dito a alguns pessoalmente na RPGCON 2011, lembrem-se de que estou aberto a qualuer um que queira contribuir e ajudar!

Este ano levarei os detalhes do projeto a RPGCON

 

O site oficial: http://www.caboclobernardo.com.br/

BG-Con na RPG Con!

Ê! Vai ter convenção de Board Game dentro da RPG Con de novo!

O Fel Barros, que está organizando a coisa toda, divulgou lá na lista de BG uma prévia da programação.

Saca só que legal que vai ser:

No dia 12/10, um super encontro na Ludus, o dia inteiro, para receber a galera que vai no evento.

No dia 13/10, o evento é no Colégio Santa Amália, na Saúde – Colégio Santa Amália – Saúde | Avenida Jabaquara, 1673 – lugar da RPG Con

Serão 4 salas.

Uma sala, vai estar 100% do tempo aberta para playtest. É o lugar para o designer aspirante levar o seu jogo para teste, prototipado, não importa o estágio em que ele esteja. Na medida do possível, outros game designers e publishers jogarão, assim como outros jogadores experientes para opinar e refinar o seu jogo. Nessa sala, vai rolar o “Repentista Gamer”, um desafio de Game Design que ainda está sendo bolado e que será julgado por alguns dos games designers mais prolíficos do país.

Uma sala vai ficar como mercado das pulgas – Jogos USADOS que ficam disponíveis numa modalidade interessante da BGG CON apresentada pelo Flávio Jandorno. Um livro fica disponível e a pessoa pode fazer um lance. No final do dia, o maior lance anotado no livro, leva o jogo. Em ambos os dias, será feito um leilão no modelo mais tradicional da “plaquinha”. Jogo anunciado, as pessoas dão incrementos de 10 reais e “dou-lhe uma, dou-lhe duas, dou-lhe três, jogo vendido para o cavalheiro de blusa azul”.

As outras duas salas vão ficar abertas para mesa redonda. Bate-papo mesmo, para trocar idéia de tópicos relevantes com as “personalidades lúdicas”. Marcos Macri, Lucy Raposo, Vanessa (Funbox), Sasdelli (Galápagos), Fábio Tola, Gibrin (Vinheta), Paula Falcão, Marta (Mitra) e Gustavo (Hidra), estão confirmados. Além disso, temos alguns “prováveis” como o Sérgio Halaban (Angus/Fronteira/Sultan), Luish (Recicle) e o Tiago da Ceilikan. Essa turma vai falar sobre jogos digitais, corporativos, jogos na educação, desenvolvimento de boardgames, gráficas, impressão, importação, comercialização de jogos. Além disso, o evento vai reunir os principais “ativistas lúdicos” para um bate-papo. JogaFortal, Jogasampa, Heavy Games Brasília e Castelo/Torre das Peças estão confirmados. Será bom ter a presença da Meeple House, Trampolim (RN), Galera de Minas, Joinville, RS, Recife… enfim …

Em uma área, lá embaixo, o evento terá várias mesas para a galera que só quiser jogar. Vai estar lá o pessoal da MIB (jogos da Steve Jackson) e quem quiser levar algo para o dia, deve ficar à vontade.

O Fel também espera contar com a galera do desenvolvimento digital como o Artur Mittelbach, Riffel, Adriana Kei e quem mais do meio estiver trabalhando com iOS/Android.

O convite se estende a todos e quem quiser se voluntariar para ajudar na área de playtests, explicar jogos e compartilhar a experiência com game design/produção será muito bem-vindo.

Para comprar os ingressos antecipados, é só colaborar com o projeto do RPG Con no Movere:
https://www.movere.me/projeto/164-rpgcon-2012/

Havendo evento, estarei lá com certeza. E posso ajudar na explicação de um ou outro jogo, além de levar alguma coisa legal aqui da nossa estante. 🙂

$517,256

É. Foi esse tantão aí de dólares que o projeto Numenéra arrecadou em um financiamento coletivo. A meta era de $ 20 mil apenas.

O financiamento encerrou hoje no Kickstarter e acumulou mais de 30 recompensas bônus, a cada meta adicional alcançada. Os pacotes, que já eram bons, ficaram excelentes. Fora reconpensas bem legais pensadas para outros públicos, não necessariamente para quem contribuiu – nos 200 mil, por exemplo, cópias do jogo seriam produzidas e distribuídas em bases militares pelo mundo.

Nós garantimos nosso pacote e ficamos muito, muito felizes com o sucesso do projeto. Tantas apostas mostram uma confiança tremenda no trabalho de Monte Cook, que certamente entregará um material criado com dedicação.

Também é muito legal ver um projeto dando certo quando a gente sabe que quem está por trás do trabalho é uma pessoa legal. É a sensação oposta de quando você é fã de uma obra, de um autor, e descobre o que o autor em si é uma pessoa escrota. Quando a pessoa por trás da obra além de talentosa é boa gente é muito bacana. E, pô, o Monte Cook é aquele cara que, nas duas vezes em que tivemos a chance de ver pessoalmente, foi sensacional. No EIRPG, fez uma palestra bacana, deu autógrafos na maior boa vontade, tirou fotos, conversou com as pessoas, tirou foto dos cosplayers. E foi o mesmo no World RPG Fest, com o adicional dele circular pelo evento nos dois dias, como se fosse um visitante “comum”, jogando, papeando, conhecendo os jogos nacionais, interessado em saber como anda o RPG por aqui. Muito, muito bom.

É isso!

Agora é aguentar a ansiedade até as toneladas de material ficarem prontas!! A gente volta para contar sobre o pacote quando chegar ^^

Loja nova!

E o pessoal do Eu gosto de jogar, junto com a turma do World RPG Fest, lançaram esta semana uma nova loja!

Vale a pena conferir:

a loja:
no Twitter:
No facebook: