Estamos no Podcast do RPG Planet!

Estamos no Podcast do RPG Planet!

O casal RPG Planet nos convidou para participar no Podcast RPG Planet #4, sobre RPGs eletrônicos! o/

Falamos um pouco sobre os primeiros rpgs jogados via internet, sobre Diablo, Baldur’s Gate (claaaaro!), MMORPGs, JRPGs, CRPGs, é sigla pacas e muito assunto.

minscNós soubemos meio de surpresa da gravação e estávamos bem inseguros, mas foi divertido. Não deu tempo de pesquisar muita coisa, mas o Tchelo e a Lina fizeram bem a lição de casa. (ufa!) Esperamos que aproveitem!

Fofoca de bastidores: chegamos até a viajar bastante sobre a definição do que é ou não RPG. E não viajamos pouco. Até The Sims entrou na roda! Como a divagação acabou chegando a lugar nenhum (para vocês ouvintes), acabou ficando de fora.

E, para não deixar passar, segue um compêndio das famosas frases do Minsc! “Camraderie, adventure and steel on steel. The stuff of legends! Right Boo? ::queek queeek::” Ficamos aqui na esperança de que Dragon Age faça jus às expectativas dos fãs saudosos de Baldurs…

Confere lá o podcast!

4 comentários sobre “Estamos no Podcast do RPG Planet!

  1. Olá. Eu sou Cochise César e já tentei fazer isso uma vez e não deu certo, mas pode ser que agora dê.

    Quero convidar você a contribuir com um portal colaborativo de RPG. Um lugar onde apareçam só os posts mais importantes, independentemente de quem seja o autor ou em que site ele esteja.

    Uma forma de tornar mais visível o conteúdo importante.

    Para isso é preciso apenas que quando escrever um post importante faça um resumo dele e submeta para nós em http rpgbrasil. co. nr/

    Se quiser apoiar o projeto pode também adiconar nosso banner ao seu site http i33. tinypic.com/2uh20pw. jpg

    Abaixo segue um “release” do RPG Brasil.

    O RPG Brasil é um agregador colaborativo.
    Isso quer dizer que ele é um site “grande”, mas que vive de doações de conteúdo da comunidade. A idéia é que qualquer um possa “doar matérias”, inclusive eu.

    Todos os blogs tem posts relevantes e não relevantes. Agregadores tratam todos da mesma maneira. Colocal todos eles listados lado a lado. Separar os artigos que realmente valem a pena ser lidos dos que não valem é uma tarefa difícil.
    Mas há mais blogs do que se pode acompanhar, (aproximadamente 150) portanto seria necessário uma grande equipe para fazer uma seleção doque realmente importa.
    Agregadores colaborativos partem do princípio da autocensura para resolver esse problema.
    O autor sabe que os comentários que fez sobre as férias não são relevantes para pessoas que não sejam seus amigos. E ele sabe que o review de um jogo ou o novo NPC que criou é.
    A ideia é que ele divulgue seus posts relevantes para a comunidade através desse site. Assim, o melhor conteúdo da blogosfera é indexado aqui.
    Não publicamos aqui matérias completas, apenas chamadas, então o leitor interessado tem que ir ao blog de origem da matéria para lê-la por inteiro.
    Nesse negócio ganha o leitor ganha por ter acesso a um conteúdo filtrado e o autor ganha por aumentar suas visitas e visibilidade

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.